Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» CICLISTA COM UMA CALOI 1966 DE 17KG, PARTICIPA DO DESAFIO NA SERRA DA GRACIOSA E CHEGA EM 3º LUGAR!
Ter Nov 14, 2017 10:16 pm por rogervaqueiro

» SDempre actual, um regalo..
Qua Nov 08, 2017 6:29 pm por iMiguel

» Chaimite Alentejana V2.0
Dom Set 03, 2017 11:31 pm por iMiguel

» Encontro SS no alentejo
Qui Jul 06, 2017 5:15 pm por iMiguel

» onde pedalo...
Ter Jun 20, 2017 12:30 pm por iMiguel

» Singlespeed Mountain Biking: Is this Some Kind of a Cult?
Sab Jun 03, 2017 9:40 am por rogervaqueiro

» SSkinny "Onibla" a obra concluida
Sab Maio 20, 2017 9:31 pm por rogervaqueiro

» a minha single speed
Sab Maio 20, 2017 9:30 pm por rogervaqueiro

» Auto colantes
Sab Maio 20, 2017 9:26 pm por rogervaqueiro

Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Twitter
Imagem hospedada por Servimg.com
Os membros mais ativos do mês
iMiguel
 
NunoFmc
 
rogervaqueiro
 

Mestre Jingas


Airborne Corsair SS - A evolução

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  marcoarouca em Seg Mar 21, 2011 8:23 pm

Há muito tempo que acompanho o tópico das mono velocidades, apenas como leitor. Tenho lido as várias histórias que por aqui vão contando mas até agora ainda não tinha tido oportunidade de contar a minha. Acho que chegou a altura!


A evolução de uma ideia até à realidade das SingleSpeed!

Há muito tempo ambicionava construir uma bicicleta com o excedente de componente que andavam perdidos lá por casa.
O objectivo sempre foi construir algo a muito baixo custo e ao mesmo tempo garantir alguma robustez. Contudo, ainda existia uma grande lacuna no meu projecto, faltava o componente principal, o quadro!
Não estava para gastar uns quantos euros num quadro novo, por isso deixei a ideia a marinar até que aparece-se algo a um custo decente.

Finalmente, lá consegui encontrar um quadro. Não estava nas melhores condições, mas tendo em conta o custo (0€) foi muito bom! (obrigado Valentin)


(Grisley Mega Comp, idêntico ao BH Coronas)

O quadro tinha duas fissuras junto à testa, uma na ligação do tubo diagonal e outro no horizontal! Contudo não há nada que não se recupere, levei-o a uma oficina e conseguiram solda-lo sem causar nenhum empeno.




Faltava então dar-lhe um acabamento descente. Mãos à obra, raspar, lixar e pintar... Eis o resultado final!


(Até parece que foi pintado por um profissional!)


Agora que já tinha o quadro pronto foi altura de começar a juntar todas as peças.

- supensão VIBE com cerca de 2300g;
- rodas com aros Rígida e cubos STX da Shimano;
- pneus IRC 26x1.25 e câmaras Michelin;
- espigão on-off expert 27,2x400
- selim Fizik Gobi;
- aperto de espigão Tranz
- avanço e guiador Feeds;
- punhos de espuma sem marca;
- travão v-brake XT (só tinha um!) e manete Deore com manipulo mudanças integrado;
- pedaleiro CODA com prato FSA de 44T e movimento Shimano Octalink;
- pedais shimano PD-M520;
- cassete shimano ACERA de 8 veocidades 11-36;
- desviador traseiro shimano LX caixa longa.


A montagem do pedaleiro foi um pouco complicada. Não sei porquê, mas o estriado do pedaleiro não era compatível com o estriado dos eixos convencionais (octalink ou ISIS), provavelmente existem eixos específicos mas não encontrei, nem nas lojas nem na net. O mais parecido era o octalink mas não entrava nem com pressão. Cada estria do pedaleiro tinha cerca de 1 mm de espessura a mais.
Solução, limar o pedaleiro! Para evitar ter folgas ao limar em excesso, tive sempre muito cuidado, testando sempre que retirava um pouco de alumínio.
Com esta brincadeira gastei uma manha completa, a sorte é que na altura estava de férias!
No final todo aquele esforço deu resultado, a montagem acenteu que nem uma luva!

Segunda dificuldade, o cepo só aceitava cassetes de 7 velocidades! Toca a desmontar a cassete e retirar-lhe um espaçador e o carreto de 36T. Foi nessa altura que me passou pela cabeça montar apenas um carreto e obter uma SS! Seria bom, mas os espaçadores da cassete não eram suficientes para preencher o cepo! Oh... Fica para mais tarde. Pensei eu, também não tinha o tensor, nem sequer o drop-out!

Eis o primeiro resultado, single-speed com uma cassete de 7 velocidades!


(20/08/2010)

Ainda faltava ultrapassar uma terceira dificuldade, arranjar solução para o drop-out. Pois é, também não o tinha!
Após algumas tentativas falhadas para encontrar um drop-out novo (pelos vistos a marca faliu e não existem drop-outs compativeis) lá me decedi em construir um à medida, mas em aço!



(Prototipo em cartão)


(Resultado final, após pintura!)


Ainda faltava um travão para a frente.
Como desde sempre admirei os travões hidráulicos mas as rodas não me permitiam instalar disco. Após umas pesquisas encontrei um travão Magura HS 33 em segunda mão e a um preço decente. Tinha bom feedback destes travões, por isso não exitei e comprei!

Resultado final:


(29/08/2010)


(20/11/2010)

Após muitos quilómetros percorridos cheguei à conclusão que a suspensão não estava a fazer nada, mal se mexia.
Foi nessa altura que resolvi tirar algum peso, investi numa forqueta rígida, avanço e guiador tudo em carbono.


(01/12/2010)


E finalmente, após mais de 3000km percorridos, surge o dia. Conversão efectiva para single-speed.

Após cerca de meio ano a usar apenas mudanças atrás (1/7) apercebi-me que o que mais usava era a relação 44-11 em estrada e 44-23 nas subidas até 20% de inclinação.
Assim sendo, como encontrei um kit SS a um preço porreiro, optei por instalar a relação 44-16.
Com esta relação e com o desgaste da transmissão nem precisei de instalar o Kit SS, o comprimento e tensão ficaram perfeitos!
Após a primeira volta de teste 35 km junto ao mar. A primeira diferença óbvia foi a perda de velocidade de ponta, de resto estava perfeito. No regresso a casa notei mais dificuldade numa subida com cerca de 800m e com uma inclinação máxima de 21%, foi duro mas exequível!

Aqui já ao fim de 200 quilómetros de utilização.


(10/02/2011)

Após cerca de 300km percorridos com alguns testes de esforço bem duros, venho a descobrir que o quadro está fissurado! Desta vez na ligação do tubo do selim com o tubo horizontal! (já não tinha reparação...)

Foi nesta altura que me decidi e comprei o meu actual Airborne Corsair em titânio! A par desta alteração, aproveitei e fiz mais uns upgrades:
- travões v-brake XTR;
- manetes Avid Single Dial 7;
- cranque Shimano LX;
- prato FSA 34T (para me dedicar mais às subidas!);
- outras ligeiras modificações

A diferença no comportamento do quadro foi abismal, o conforto proporcionado por um quadro deste tipo é fantástico. Sem palavras...

O resultado final foi este:










Lista de componentes e pesos respectivos:


Dos muitos quilómetros já percorridos, posso dizer que conta com algumas experiências duras no BTT, sendo que a maior distância percorrida até agora foram 109km com cerca de 2000m de acumulado.

Mais e melhores experiências virão e eu cá as aguardo ansioso!

marcoarouca
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta

Número de Mensagens : 7
Idade : 33
Localização : V.N. Gaia / Arouca
Data de inscrição : 26/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  max em Seg Mar 21, 2011 10:19 pm

Tal como referi no forumbtt o trabalho que fizeste no grisley é magnifico, o trabalho a disfarçar as soldaduras, fazer o drop-out todo de raiz sem um modelo para comparar, sem duvida muito trabalho. Mas penso que assim dá mais gozo, pelo menos comigo funciona assim. Very Happy
e no que diz respeito ás soldaduras em aluminio ás vezes é complicado porque quando os quadros começam a fissurar, soldamos num lado mas ele estruturalmente já está ressentido noutros lados e quando tudo parece estar bem eles partem irremediavelmente, isso passou-se com um colega meu este fim de semana e com um triangulo trazeiro de uma "scott genius" que entregou a alma ao criador.Evil or Very Mad
Mas ainda bem que ele partiu, Smile porque este quadro é o "Top" no que diz respeito a material para bicicletas, no meu entender claro, pela resistência, leveza, flexibilidade...enfim tantas outras coisas que podemos enumerar.
Espero vê-lo ao vivo no próximo encontro singlespeed que deverá acontecer perto do Porto Laughing
Parabéns grande trabalho. cheers

_________________
Facebook

Twitter
avatar
max
Admin

Número de Mensagens : 1383
Localização : Minho-V.N. de Famalicão
Data de inscrição : 01/08/2008

http://www.singlespeed-portugal.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  marcoarouca em Seg Mar 21, 2011 10:42 pm

Boas Max, mais uma vez obrigado.
Efectivamente fazer-mos as coisas nos próprios dá sempre muito gozo!
Alem disso, acho que acabamos por dar mais valor aquilo que nos próprios construímos.

Quanto ao passeio, cá o espero! Inflelizmente não pude participar no encontro do passado dia 6. Mas no proximo farei os possíveis para participar.

Abraço

marcoarouca
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta

Número de Mensagens : 7
Idade : 33
Localização : V.N. Gaia / Arouca
Data de inscrição : 26/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  rogervaqueiro em Seg Mar 28, 2011 9:46 pm

Parabéns marcoarouca, quer o primeiro como o segundo, projectos excelentes.
É claro que quanto à excelência do titânio... precious, very precious!

_________________
No speeds, GREeeeAT RIDE.
avatar
rogervaqueiro
Colaborador
Colaborador

Número de Mensagens : 122
Data de inscrição : 23/10/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  marcoarouca em Seg Mar 28, 2011 10:20 pm

Obrigado rogervaqueiro. Sem dúvida o titânio é uma excelente escolha.


marcoarouca
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta
Começou a desmontar o supérfluo da bicicleta

Número de Mensagens : 7
Idade : 33
Localização : V.N. Gaia / Arouca
Data de inscrição : 26/11/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Airborne Corsair SS - A evolução

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum